FANDOM


Resident Evil: Outbreak conhecido como Biohazard: Outbreak (バイオハザードアウトブレイク?), no Japão, foi o primeiro jogo a ter o recurso online para o PlayStation 2. Lançado em 2003, Outbreak é o primeiro da série Resident Evilque pôde ser jogado online, porém o jogo em rede não estava disponível para jogadores europeus e australianos. Esses recursos foram adicionados no título sucessor; Resident Evil Outbreak FILE: 2. O jogo conta com oito jogadores selecionáveis, sendo eles: Kevin Ryman, Mark Wilkins, Jim Chapman, George Hamilton, David King, Alyssa Ashcroft, Yoko Suzuki e Cindy Lennox, cada um deles com suas habilidades exclusivas.

Resident Evil Outbreak foi dirigido por Eiichiro Sasaki, escrito por Shinji Mikami, Haruo Murata, Takeshi Nose e produzido por Tsuyoshi Tanaka, descrevendo uma série de episódios interligados em Raccoon City, durante o mesmo período de Resident Evil 2 e Resident Evil 3: Nemesis, adicionando informações vitais para os games da série principal e sendo assim, é classificado como um game de spin-off canônico para a franquia Resident Evil, o mesmo para Resident Evil: Revelations, Resident Evil: Revelations 2, Resident Evil: Dead Aim e Resident Evil: Survivor. Com o sucesso de vendas de Resident Evil: Outbreak, o mesmo foi seguido por uma única sequência, Resident Evil Outbreak FILE: 2, se tornando então, a primeira sub-série da franquia.

Enredo

Resident Evil Outbreak começa dias depois do primeiro surto em Raccoon City, momentos antes da crise tornar-se um caos completo. O jogo termina nos últimos instantes do incidente em Resident Evil: Outbreak File 2, com o jogador tentando escapar de Raccoon City antes mesmo que o exército pertencente ao governo norte-americano lance mísseis nucleares para eliminar as armas biológicas da cidade e do mundo. O jogador controla um dos oito personagens principais, ou apoiando numerosos personagens que podem ser selecionados em seu lugar, os chamados "NPCs".

Os eventos passam por várias regiões de Raccoon City, durante um período de vários dias, incluindo momentos situados entre Resident Evil 2 e Resident Evil 3: Nemesis.

Cenários

Outbreak

Sendo este o primeiro cenário do jogo, Outbreak é considerado um cenário no qual o jogador deve familiarizar-se com os esquemas de jogabilidade do game, se preparando para os futuros cenários. Inicialmente, o cenário se passa em J's Bar (Jack's Bar).

Os principais jogadores de Outbreak são: Kevin Ryman, Cindy Lennox e Mark Wilkins.

Below Freezing Point

Below Freezing Point traz de volta o laboratório de pesquisas subterrâneo da Umbrella, escondido proximamente abaixo do Departamento de Policia de Raccoon City(R.P.D.).

A história se inicia algumas horas antes de Resident Evil 2. Momentos antes de Claire e Leon chegarem ao laboratório, o local estava completamente congelado. Monica, uma pesquisadora da Umbrella Corporation, rouba o cartão de sua colega Yoko Suzuki. Monica tenta utilizar a plataforma giratória no laboratório para escapar para a superfície, mas seus esforços não deram em nada, à princípio que o elevador ficara congelado no mesmo lugar. Instantes depois, Monica foi atacada por William Birkin, "plantando" um Mutated Baby dentro de si. Mônica morre instantes depois. [5]

Os principais jogadores de Below Freezing Point são: Yoko Suzuki, George Hamilton e Alyssa Ashcroft.

The Hive

The Hive traz de volta o hospital de Raccoon City, mostrado também em Resident Evil 3: Nemesis, quando o agente da UBCS, Carlos Oliveira, busca a vacina contra o T-Vírus para curar sua amiga infectada, Jill Valentine. O cenário é explorado nos instantes iniciais quando ocorreu a epidemia. Sangue-sugas supervisionadas pelo pesquisador e fundador da Umbrella Corporation, Dr. James Marcus, estavam próximas do local, elas também haviam sido infectadas com o T-Virus, gerando inteligência coletiva a elas mesmas, tendo a capacidade de infestar e controlar um ser humano, manipulando-os através do sistema nervoso. George Hamilton, trabalhador do local, junto com seus colegas de trabalho, tinham ido explorar o hospital em busca da cura antes mesmo de serem infectados e até mesmo para cuidar dos pacientes que haviam fugido para o local. Logo de inicio se depararam com Leech Man, no qual Dr. Hersh, colega de trabalho de George, havia sido manipulado pelas sangue-sugas. O grande problema é que Leech Man é um inimigo perseguidor e invencível, porém, há possibilidades de espantá-lo da sala local. [7]

Os principais jogadores de The Hive são: George Hamilton, Jim Chapman e Cindy Lennox.

Hellfire

O cenário Hellfire se passa no hotel Apple Inn, também exibido no cenário Outbreak e, futuramente, nos cenários End Of The Road, de Resident Evil: Outbreak File 2 e Death's Door, de Resident Evil: Umbrella Chronicles. Este local fez de Lickers e Zumbis as suas casas, sendo "escapar desse inferno" o principal objetivo do jogador.

Enquanto o hotel abrigava vários refugiados do surto afora, o mesmo havia sofrido danos ocasionados por fogo no qual infestou o prédio inteiro. Desde o início a Equipe de Bombeiros de Raccoon havia alertada os refugiados para tomarem o máximo de cuidado lá dentro, porém, o "descuidado" foi tomado quando o próprio trabalhador do local esqueceu de reparar vários sistemas que tornaram do hotel um alto risco. Mas antes mesmo de tudo isso, o interior de Apple Inn já havia sido enfestada com o T-Virus. [8] [9]

Os principais jogadores de Hellfire são: David King, Yoko Suzuki e Alyssa Ashcroft.

Decisions, Decisions

O último cenário de Resident Evil: OutbreakDecisions, Decisions (conhecido como Determination na versão Biohazard: Outbreak) conta com um dos mais importantes enredos para a franquia Resident Evil, contendo grande parte do enredo principal do jogo.

De início à fim, o cenário se passa na Universidade de Raccoon City (Raccoon University) e na base de pesquisas subterrânea da Umbrella escondida na mesma.

Assim como a equipe dos S.T.A.R.S.George Hamilton e seu parceiro Peter Jenkins, também foram um dos primeiros a saber de um “futuro surto” prestes a acontecer em Raccoon City. Peter Jenkins analisou o máximo de informações sobre o “desconhecido” vírus e então chamou por George para contar sobre o mesmo, por meio de uma carta colada na parede da R.P.D., Jenkins convocou George para ir encontrá-lo na Universidade de Raccoon City. Quando Jenkins soube da preocupante notícia, pediu imediatamente à um pesquisador da Umbrella, Greg Mueller, os recursos para construir o reagente “Daylight”: o principal antidoto prestes a curar o T-Vírus e G-Virus, sendo um dos recursos uma amostra do T-Virus, dados à Greg por William Birkin. Futuramente, quando George havia atendido a solicitação, Peter estava morto, provavelmente por um tiro. Mais a frente, quando a cidade estava prestes a ser destruída, Greg Mueller havia libertado sua criatura, o chamado Thanatos (em grego, lit. "deus da morte"). O mesmo foi criado com a intenção de se livrar dos sobreviventes ao redor da Raccoon University, por questões de proteção, a princípio os agentes especiais da Umbrella (U.B.C.S.), que estavam a sua procura, alegando que Greg rejeitou entregar o reagente Daylight à empresa. Porém a libertação da arma biológica foi em vão, Nicholai Ginovaef acabou matando Greg Mueller escondido nos dutos de ventilação da Universidade. Após George sobreviver ao terrível Thanatos e da própria cidade antes mesmo dos mísseis atingir a mesma, George leva uma amostra de Daylight consigo cidade afora. É notável que após Resident Evil: Outbreak File 2, o surto do principal vírus que devastou Raccoon City acabou, sendo que uma possibilidade do vírus se espalhar até mesmo com a explosão na cidade é gigantesca. Como falado na própria cena do final canônico de George em Decisions, Decisions, sua atitude teve certa contribuição para evitar que o vírus se espalhasse pelo mundo.

Após os créditos, no Epilogue, podemos supostamente ouvir Albert Wesker (identificado como Head Officer), ligando para os funcionários da Umbrella Corporation, no qual se instalaram em meio a cidade explodida para analisar resíduos que foram deixados após a explosão de Raccoon City. Wesker então pede para iniciar um processo desconhecido, porém, há controvérsias de que esse homem misterioso seja Sergei Vladmir, de Resident Evil: Umbrella Chronicles.

Neptunes, Abelhas, Giant Spiders são alguns dos clássicos inimigos trazidos de volta em Decisions, Decisions, de Resident Evil: Outbreak. 

Os principais jogadores de Decisions, Decisions são: George Hamilton, Yoko Suzuki e Mark Wilkins.

Visão Geral

Resident Evil: Outbreak se passa no exato momento em que o T-Vírus se espalha por Raccoon City, através da contaminação pelo esgoto. A cidade, já infestada de zumbis, ainda não se encontra totalmente destruída e os personagens a serem controlados pelo jogador são os poucos sobreviventes que se arriscam a andar pelas ruas. O jogador pode escolher um dentre oito disponíveis. Escolhe-se um personagem e a IA (Inteligência Artificial) controlará outros dois. Cada personagem tem seu próprio talento, derivado de seu conhecimento profissional e pessoal. Porém, sozinho nenhum personagem será capaz de sair vivo da cidade, e é exatamente por isso que o jogador terá mais dois personagens sob controle da IA. Essa particularidade está dando a fama de "revolucionário" ao jogo. Haverá um mostrador de infecção no canto inferior direito da tela, e à medida que a infecção aumentar, o personagem perderá agilidade e velocidade em seus movimentos. Pílulas poderão ser encontradas nos cenários para retardarem o processo. Se o marcador atingir 100%, o personagem morrerá. Quando o personagem atingir o estágio "danger" ficará mais lento, e mais vulnerável (aproximadamente, 2 mordidas o matará) aos zumbis; ao ser atacado nessas condições, o personagem cairá no chão e não poderá usar nenhuma arma, precisando do auxílio de um amigo ou de uma erva. Alguns cuidados devem ser tomados ao escolher o personagem. Por exemplo, dependendo do cenário, o conhecimento de algum específico pode ser mais útil do que a força bruta ou habilidade com armas.

Desenvolvimento

O planejamento inicial e cancelamento

De acordo com uma entrevista com o produtor Noritaka Funamizu, o primeiro conceito de Biohazard: Online, como era conhecido originalmente, foi planejado antes do lançamento de Resident Evil 2, em 1998. Com o interesse crescente no conceito de jogos em rede nos consoles, Shinji Mikami, o diretor do primeiro Resident Evil, sugeriu a Funamizu que ele deveria dar uma tentativa. Logo no início do projeto, Funamizu fez um pequeno mini-jogo multi-player no qual o jogador deve sobreviver o maior tempo possível; a equipe da Capcom decidiu removê-lo devido à sua incapacidade para incentivar o trabalho de equipe entre os jogadores, no qual o objetivo do jogador é de prioridade em ser abatido, ao invés de ajudar uns aos outros para garantir a sua própria sobrevivência.[13] Eles decidiram que o que fez de Resident Evil uma franquia assustadora foi a falta do recurso Multiplayer, forçando os jogadores a jogar "por conta própria". A equipe então, escolheu que o jogo iria seguir a sua própria história como os outros jogos da série, mas manter a opção para multi-jogador. O desenvolvimento de Resident Evil: Outbreak foi mais tarde colocado em espera.

Renascimento[editar | editar código-fonte]

Antes de 2002, a Capcom decidiu reviver o desenvolvimento do jogo, com base na pesquisa recolhida a partir da primeira tentativa. Capcom Production Studio 1começou o seu desenvolvimento do jogo, ao contrário da Capcom Production Studio 3, de Mikami. Em fevereiro de 2002, uma conferência da imprensa da Sony sobre o PlayStation 2, revelou um jogo desconhecido e inédito ao público, com o titulo de Biohazard Online. Isso gerou uma confusão entre as pessoas, pois ocorreu antes mesmo que a Capcom divulgasse um comunicado confirmando sua existência. Resident Evil: Outbreak foi uma parte de uma iniciativa da Capcom Production Studio 1, para desenvolver três jogos online focados no PlayStation 2, os outros jogos seriam Auto Modellista e Monster Hunter. O objectivo da Capcom era ter, pelo menos, um desses três jogos chegando a um milhão de vendas. Ambos Monster Hunter e Resident Evil: Outbreak chegaram a esse objetivo. 

O jogo fez uma aparição na conferência da Sony em 21 de maio na E3 2002, com um trailer inédito; revelando quatro dos personagens e demonstrando o recurso de comunicação ad-lib. O ad-lib system foi escolhido ao invés do microfone convencional, pois a equipe de desenvolvimento argumentou que isso poderia arruinar a atmosfera do jogo. Em vez disso, as opções de bate-papo utilizadas eram limitadas para a conversa entre os usuários; um jogador iria andar até outro jogador e entregar uma linha a partir de uma determinada categoria de conversação (por exemplo, help e go). Nenhuma data de lançamento sólido foi dada naquele momento.

Mais tarde, em setembro de 2002, o jogo foi renomeado para Biohazard Online. Em outubro, mais de dezoito cenários diferentes estavam em desenvolvimento Em novembro, a Capcom lançou várias mídias, mostrando oito personagens jogáveis ​​e cenários familiares, como Flashback. Também foram dadas as ocupações de cada personagem.

Em janeiro de 2003, foram fornecidas informações complementares, principalmente em relação NPCs interativos (personagens não jogáveis). A Capcom vangloriou ações como os NPCs, inimigos que iriam atacar o jogador, e outros que iriam fugir quando se aproximarem. Imagens de FlashbackUnderbellyThe Hive e outros cenários foram liberados.

Logotipo da versão europeia de Resident Evil Outbreak.

Mudanças

Em Maio de 2003, o título do jogo tinha sido alterado. Desta vez, ele tinha sido mudado para Biohazard: Outbreak (Residente Evil Outbreak, fora do Japão). O número dos cenários era de dez, porém foi reduzido para cinco cenários. O corte dos outros cinco cenários não fizeram parte do primeiro aprimoramento do jogo, embora todos eles terem sido exibidos no trailer E3 2002 juntos. Porém, mais tarde foram acrescentados na sua sequência, Resident Evil: Outbreak File 2. Em setembro, dúvidas foram levantadas quanto ao lançamento de Outbreak na Europa, mas a Capcom estava confiante de que iria resolver todos os problemas do jogo antes mesmo de seu lançamento. 

Lançamento

O lançamento europeu foi fortemente atrasado, finalmente, lançado em setembro de 2004, sendo que no Japão e América do Norte, o jogo havia sido lançado nove meses antes. Em março, a Capcom tinha falado em proteger a rede Multiplayer de Resident Evil: Outbreak, devido aos inúmeros problemas enfrentados com o estabelecimento de uma rede em uma região simultaneamente para dezenas de idiomas, e garantir prestadores de serviços; assim como para os diferenciais PAL / NTSC. 

Recepção

Resident Evil Outbreak recebeu críticas boas dos críticos em geral, com uma média de 7,2 na maioria das votações dos principais sites sobre games no mundo. Seu sucessor, Resident Evil: Outbreak File 2 é considerado, para os fãs, o último jogo da franquia a carregar o velho gênero Survival Horror da franquia, ainda com o clássico sistema de câmera idêntico à de Resident Evil CODE: Veronica, assim como várias elementos exclusivos e, mecânicas de Resident Evil: Outbreak mais aprimoradas, utilizadas mais tarde para outros jogos da franquia, porém, Resident Evil: Outbreak File 2 não obteve o mesmo sucesso que seu antecessor.

Fãs até hoje aguardam uma continuação de Resident Evil: Outbreak File 2 e, rumores de remasterizações se espalham pela internet.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.