FANDOM


Resident Evil 6, conhecido como Biohazard 6 no Japão (em japonês: バイオハザード 6; transl.: Baiohazādo Shikkusu), é um jogo de vídeo do gênero ação jogado em terceira pessoa desenvolvido e publicado pela Capcom. Apesar do nome é o nono jogo da série principal Resident Evil e foi lançado em 2 de outubro de 2012 para PlayStation 3 e Xbox 360. A versão para Microsoft Windows foi lançada no dia 22 de março de 2013. O game também ganhou uma versão para PlayStation 4 e Xbox One em 29 de março de 2016.

A história é contada a partir das perspectivas de Chris Redfield, membro e fundador da BSAA traumatizado por ter falhado em uma missão; Leon S. Kennedy, um sobrevivente de Raccoon City e agente especial do governo; Jake Muller, filho ilegítimo de Albert Wesker e associado de Sherry Birkin; e Ada Wong, uma agente solitária com ligações aos ataques bio-terroristas pela Neo-Umbrella.

O conceito do jogo começou em 2009, mas começou a ser produzido no ano seguinte sobre a supervisão de Hiroyuki Kobayashi, que já tinha produzido Resident Evil 4. A equipe de produção acabou por crescer e tornou-se na maior de sempre a trabalhar num jogo da série Resident EvilResident Evil 6 foi apresentado durante uma campanha de divulgação viral na página NoHopeLeft.com.

Resident Evil 6 vendeu mais de 5.2 milhões de unidades, tornando-se no terceiro jogo mais vendido de sempre da Capcom, depois de Resident Evil 5 e Street Fighter II.

Desenvolvimento

O conceito do jogo começou logo a ser desenvolvido pouco depois do lançamento de Resident Evil 5 e entrou em produção em 2010. Jun Takeuchi, produtor de Resident Evil 5, disse que foi considerado um "sistema completamente novo" para Resident Evil 6, mas mais tarde retirou-se da produção do jogo.[22][23] Em março de 2009, o co-produtor Masachika Kawata afirmou que o novo capítulo ainda não estava decidido e que podia demorar oito anos a ser produzido pela Capcom.[24] Fontes familiares ao projecto indicaram que a série iria regressar às suas raízes e que seria "brutalmente assustador."[25]

Uma interpretação do logótipo de Resident Evil 6 foi visto pela primeira vez na San Diego Comic-Con em 22 de julho de 2011 acompanhado de uma data, 15 de setembro de 2011, alimentando especulações de que o jogo seria formalmente anunciado na Tokyo Game Show nesta data. Apesar dos rumores convincentes, não houve confirmação oficial de Resident Evil 6 no Tokyo Game Show de 2011.[26]

Numa entrevista, o produtor Yoshiaki Hirabayashi afirmou que Resident Evil 6 tem a maior equipe de produção da história da série. Ele deu um número específico de cerca de 150 pessoas, mas observou que quando são adicionadas todas as pessoas que estão contribuindo na produção, o número chega a mais de 600,[27][28]fazendo de Resident Evil 6 a maior produção de sempre da Capcom.[27][29]

A equipa de produção queria dar ao jogo um novo cenário e o director Eiichiro Sasaki tinha o desejo que o jogo decorresse na China. Enquanto que a nação fictícia de Edonia não foi modelada a partir de qualquer pais europeu, foi-lhe no entanto dado uma aparência europeia. O personagem Jake foi criado para atrair novos fãs.[30]

Foi desenvolvido durante dois anos e o vídeo de lançamento foi revelado a 19 de janeiro de 2012.[31] O desenvolvimento do jogo foi liderado por Hiroyuki Kobayashi, que foi indicado pela Capcom para ter como objetivo o de "proporcionar o mais impressionante título Resident Evil de sempre, tanto em termos de escopo como em valores de produção." A Capcom também observou que o jogo foi feito para ser "um passo de gigante em frente na evolução da série."[32]

Em março de 2012, durante a Game Developers Conference em San Francisco, Christian Svensson, vice-presidente sénior da Capcom, numa entrevista à GameInformer afirmou que Resident Evil 6 "será o maior jogo de sempre da série".[33] A 1 de abril de 2012, um segundo vídeo foi lançado detalhando um pouco mais o enredo do jogo, e revelou que a mulher loira do vídeo inicial é Sherry Birkin, uma personagem original de Resident Evil 2, juntamente com Jake Muller. Ada Wongtambém foi mostrada a perseguir Jake Muller por causa do "seu sangue especial" e informando-o que ele era o filho de Albert Wesker, que ele vai percebendo lentamente ao longo da história. É também revelado que desta vez, Ada irá assumir o papel de antagonista. O vídeo também revelou a informação que o lançamento do game para as os consoles foi movido de 20 de novembro para 2 de outubro de 2012, já no Brasil o lançamento que era previsto para 10 de outubro foi mudado para 4 do mesmo mês.[2][34]

Em maio de 2012, a Capcom anunciou que esperava vender até ao fim desse ano fiscal 7 milhões de cópias de Resident Evil 6.[35] Em agosto de 2012, a Capcomrevelou que Resident Evil 6 iria ter um novo modo multijogador com o nome Agent Hunt, que permite aos jogadores controlar os zombies J'avo.[14][36] Também foi revelado que Ada Wong é uma personagem jogável e que a sua campanha sobrepõe-se com as histórias dos outros personagens. O jogador terá de acabar as outras três campanhas disponíveis para poder jogar com Ada.[37][38] A 20 de agosto de 2012 a Capcom revelou que Resident Evil 6 entrou na fase "gold" de produção. Ficou também confirmado que a plataforma ResidentEvil.net será lançada no mesmo dia do jogo. ResidentEvil.net é uma aplicação gratuita que permite à comunidade de jogadores comparar dados, estatísticas, participar em eventos bem como outras funcionalidades.[39][40][41] A aplicação só estará disponível com uma cópia de Resident Evil 6.[39]

A 31 de agosto de 2012, várias cópias do jogo foram postas à venda por um retalhista na Polónia.[42] Em resposta a Capcom esclareceu que as unidades vendidas na Polónia são cópias que foram roubadas da versão PlayStation 3 alemã.[43]

A poucos dias antes do lançamento do jogo, os diretores do jogo, Eiichiro Sasaki e Yoshiaki Hirabayashi, deram uma entrevista ao 1UP, onde disseram que uma das metas a serem atingidas com Resident Evil 6 foi criar um jogo cujo género misturasse "horror" e "entretenimento", pois "Nós percebemos que há uma parte da população, lá fora, que gosta de entretenimento, mas não necessariamente horror. Eles são espantados pelo horror. Então como podemos combinar os dois, de modo que possamos trazer pessoas que, normalmente, têm aversão a coisas de horror? Como podemos trazê-las e lhes permitir que gostem disso? Essa foi a primeira meta do jogo", assim como eles também queriam um 'jogo grande', com diferentes protagonistas e várias localidades. Sobre a quantidade de personagens, Sasaki disse que "Antes de termos qualquer coisa decidida no jogo, de termos quaisquer elementos de jogabilidade, do roteiro em si, da história, qualquer coisa, o que eu tinha era a arte conceitual de Leon e Chris. Aquela cena em que eles se enfrentam cara a cara. Essa foi a primeira coisa que arranjei para esse jogo. Assim que tivemos a autorização para usá-los no jogo, era apenas um problema de criar e estruturar um elenco ao redor deles, e encontrar aqueles que se encaixariam perfeitamente nisso".
Masks

Jogabilidade

Resident Evil 6 permite aos jogadores seleccionar três campanhas interligadas por diferentes enredos. Os personagens jogáveis, os três protagonistas principais - Leon S. Kennedy, Chris Redfield e Jake Muller - têm os seus próprios parceiros, similar a jogos anteriores da série.Uma quarta campanha fica desbloqueada depois do jogador ter acabado as outras três, em que se joga com Ada Wong (sem parceiro).[11]

Os parceiros ou são controlados pela IA ou por outro jogador humano via multijogador online ou local. No modo campanha, o jogador pode permitir a entrada de outro a qualquer altura do jogo, sendo que os inventários de cada um são agora separados.[11]

Os jogadores podem apanhar itens e mudar de armas em tempo real. O jogo também permite aos jogadores deslocarem-se e apontarem a arma ao mesmo tempo, algo que só existia em Resident Evil: Outbreak File 2. Uma nova características tem a forma de pequenas placas, na qual os jogadores podem recuperar energia apenas ao carregar num botão. As placas podem ser fabricadas coleccionando ervas. Se a personagem fica sem energia, o jogador terá um tempo curto para tentar defender-se enquanto o seu parceiro o revitaliza de novo. Se o jogador é morto, o jogo regressa ao último ponto de controlo.[11]

O jogo tem vários tipos de inimigos principais incluindo o regresso dos zombies e os novos J'avo. Ao contrário dos zombies, os J'avos conseguem interagir entre eles de forma a planear certos ataques, conseguem usar armas e até curarem-se a si próprios.[12]

Alguns inimigos deixam cair "pontos de perícia" quando morrem, que podem depois ser gastos para melhorar as armas. Existem vários tipos de eventos que requerem diferentes abordagens, como disparar contra zombies, forçá-los a sair por uma porta, ou a tentativa de localizar umas chaves num veículo.[13]

Durante o evento Captivate 2012 em Roma, a Capcom revelou que em Resident Evil 6 regressa o modo de multijogador, incluindo online e em ecrã dividido. Ao contrário de Resident Evil 5, o modo inclui a possibilidade de entrar e sair do jogo sem ser necessário regressar a pontos intermédios ou a recomeçar os capítulos.[8]

A Capcom também confirmou o regresso do modo Mercenaries, em que os jogadores em modo cooperativo lutam contra inimigos. Ao contrário de jogos anteriores, Mercenaries está disponível logo de início, não sendo necessário desbloquear.[8] Novo na série, o modo Agent Hunt permite aos jogadores controlar inimigos em jogos de outros jogadores.[14]

Personagens

Residentevil6 leon
Em Resident Evil 6 regressam os personagens principais Leon Scott Kennedy(Matthew Mercer) e Chris Redfield (Roger Craig Smith). Leon e Chris tem novos personagens como parceiros: Helena Harper (Laura Bailey) ePiers Nivans (Christopher Emerson), respectivamente. O terceiro par jogável são Sherry Birkin (Eden Riegel) e o novo personagem, Jake Muller (Troy Baker), filho legítimo de Albert Wesker.[17] Ada Wong (Courtenay Taylor) também é uma personagem jogável ao qual se junta a meio da campanha uma personagem misteriosa conhecida apenas como Agent. Também regressa Ingrid Hunnigan (Salli Saffioti), vista a última vez em Resident Evil 4 e que dá apoio a Leon. Um novo personagem, Derek Simmons(David Lodge), é um estreante na série.[17][18] Outros personagens menores incluem o Presidente Adam Benford (Michael Donovan), Finn Macauley (Yuri Lowenthal) e Deborah Harper (Kate Higgins).

.

Enredo

Em 24 de dezembro de 2012, Jake Muller, um mercenário do Exército de Libertação da nação eslava meridional de Edonia e filho do bio-terrorista Albert Wesker, foge das autoridades durante um dos ataques bio-terroristas. Jake cria uma parceria com Sherry Birkin, uma agente da Division of Security Operations (DSO) e sobrevivente de Raccoon City.[20][21]

Ao mesmo tempo, Chris Redfield, capitão da Bio-terrorism Security Assessment Alliance (BSAA), e a sua equipe (incluindo o atirador furtivo Piers Nivans e o perito em demolições Finn Macaulay), lutam contra as Armas Bio-Orgânicas (BOWS) e contra os J'avo. No entanto são atacados por Ada Wong (que na verdade é sua clone Carla Radames), uma agente da Neo-Umbrella, que mata a maior parte da equipa BSAA usando um dispositivo que injecta o recentemente desenvolvido vírus-C, transformando-os em monstros, excepto Chris e Piers. Como consequência deste acontecimento, Chris auto exila-se, passando tempo a beber num bar. Entretanto, a extracção de Sherry e Jake de Edonia pela BSAA é sabotada por um BOW com o nome de código 'Ustanak', forçando o par a despenhar-se nas montanhas onde eventualmente serão capturados por Carla e feitos prisioneiros.[20][21]

Em Junho de 2013, o presidente dos Estados Unidos, Adam Benford, decidiu revelar a verdade por detrás do que aconteceu no incidente de 1998 na cidade de Racoon, com a esperança de acalmar o actual ressurgimento de actividades bioterroristas. Junto a ele está o seu amigo pessoal e sobrevivente do incidente de Racoon, Leon S. Kennedy, junto com a sua nova companheira Helena Harper, mas quando o local onde se encontram sofre um ataque bioterrorista, Leon é forçado a confrontar o presidente agora infectado acabando por o matar. Helena leva Leon até à Catedral de Tall Oaks, no centro do surto de zumbis, com a intenção de salvar a sua irmã Deborah. Quando conseguem chegar a Deborah, ela já tinha sido infectada com o vírus-C, sendo forçada a matar a própria irmã. Pelo caminho os dois encontram á verdadeira Ada e Helena acaba por revelar a Leon que ela foi chantageada pelo assessor da Segurança Nacional, Derek Clifford Simmons, para o ajudar no assassinato do Presidente Benford. Helena também revela a ligação de Simmons com a Neo-Umbrella. Pouco depois de escaparem da Catedral, Tall Oaks é destruída por um ataque aéreo. Leon e Helena então decidem perseguir Simmons até Lanshiang, China, enquanto fingem as suas mortes com a ajuda de Ingrid Hunnigan. Enquanto isso, Jake e Sherry conseguem escapar do cativeiro em Lanshiang. Enquanto isso, Chris volta para a BSAA com Piers e uma nova equipa, chegando a Lanshiang sob a ameaça de um ataque bio-terrorista. Chris recupera de sua perda de memória causada por trauma físico durante a missão na Edonia e parte numa vingança contra Carla, resultando em várias mortes na sua equipa. Quando Chris e Piers finalmente cercam Carla, Leon intervém ; pensando que ela era a verdadeira Ada. Depois de serem informados por Leon, Chris e Piers perseguem Carla até um porta-aviões, destruindo mísseis carregados com o vírus-C, enquanto um assassino, aparentemente, mata Carla.[20][21]

Leon, Helena, Sherry e Jake enfrentam Simmons acerca do seu envolvimento nos focos da doença,enquanto um J'avo , aplica uma vacina do vírus no pescoço de Simmons, aí Sherry, secretamente, entrega a Leon os dados médicos de Jake, para o caso de ser capturada. Leon e Helena encurralam Simmons em cima de um comboio, onde este confessa que matou o Presidente para o impedir de revelar a verdade sobre Raccoon City, o que levou a que os Estados Unidos perdessem a sua autoridade então, Simmons vira um monstro. Os dois derrotam um Simmons mutante enquanto Sherry e Jake são capturados. Ao tentarem sair da cidade, Leon e Helena são avisados por Chris que um míssil foi lançado, mas que é tarde demais para o parar. Leon então revela a Chris a verdadeira identidade de Jake e ambos (Chris e Piers) partem para uma remota plataforma petrolífera, na tentativa de resgatar Jake e Sherry. Com a ajuda de verdadeira Ada, Leon e Helena finalmente conseguem matam Simmons pela segunda vez, antes de escaparem com as provas dadas por Ada sobre os crimes de Simmons, provas essas que também ilibam Helena.[20][21]

Na plataforma petrolífera, Chris e Piers dirigem-se para níveis inferiores, e conseguem libertar Jake e Sherry, antes de prevenirem um ataque em larga escala de BOW a partir daquela localização. Quando se encontram por instantes, Jake tenta matar Chris, mas resiste à tentação, dizendo que há coisas mais importantes do que a sua sede de vingança. Jake e Sherry conseguem matar 'Ustanak' durante a fuga, e recuperam uma boa provisão de vacinas contra o vírus-C, enquanto Chris e Piers lutam contra Haos, o anfitrião BOW. Gravemente ferido e numa tentativa desesperada de salvar Chris, Piers injecta-se com uma amostra do vírus-C, para ajudar a mudar o rumo que a batalha estava a ter, derrotando Haos temporariamente antes de evacuarem. Consciente de que a mutação iria piorar, Piers sacrifica-se a si próprio ao empurrar Chris para um barco de evacuação e assegurando-se da destruição da base da Neo-Umbrella.[20][21]

É revelado que a Ada Wong que interage com Chris e Piers é realmente uma doppelgänger, uma cientista chamada Carla Radames. A verdadeira Ada Wong estava a ajudar Leon e Helena para matar Simmons pela terceira vez , depois ela destrói o laboratório da Neo-Umbrella em Langshiang. Apesar de considerada falecida, Carla tenta um último ataque contra a verdadeira Ada, depois de se ter injectado a si própria com uma dose muito forte do C-vírus, mas é morta.Leon e Helena lutam contra Simmons novamente , Ada chega ao laboratório onde o seu clone foi desenvolvido e destrói tudo. Entretanto recebe uma chamada de alguém, aceitando uma nova missão.[20][21]

Leon e Helena estão dispensados de qualquer missão; Jake começa uma nova vida a lutar contra BOWs num país subdesenvolvido, com a sua verdadeira identidade protegida pela BSAA; Chris continua na BSAA a liderar uma nova equipa, a tentar ultrapassar a sua culpa.[20][21]

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.