FANDOM


O G-vírus (abreviatura do Vírus Gene) é um vírus mutagênico.

História

Após mais de 10 anos, usando sua cobaia feminina Lisa Trevor em experimentos virais, William Birkin testou nela um parasita criado pelo ramo europeu da Umbrella, chamado NE-Alfa. Após testa-lo, ele descobriu que Lisa tinha criado uma imunidade ao parasita, que tinha fama de sempre matar seu hospedeiro. Procurando uma causa dessa imunidade inesperada, Birkin e outros cientistas encontraram uma nova, mas primitiva, forma viral no corpo de Lisa. Esse era começo do novo projeto de Birkin: o G-vírus. Ficou claro para Birkin que o G-vírus era uma nova e avançada forma do tipo-B do Vírus Mãe, no qual infectou Lisa. Essa forma foi criada devido as experiências feitas em Lisa, mais o parasita, que concedeu á ela força, abilidade de regeneração (quase instantânea) e invulnerabilidade á poder de fogo. Em 1991, Spencer aprovou o projeto e autorizou Birkin á ir para o laboratório subterrâneo em Raccoon, para facilitar o projeto. 7 anos depois, em 25 de setembro, Birkin terminou a criação do G-virus

Propriedades

O G-vírus, mostrado como um líquido roxo, tem as seguintes propriedades: aumentando o metabolismo do hospedeiro; ao mesmo tempo aumentando também força, velocidade, e regeneração; acelerando a duplicação das células, e revitalizando as mortas. Tudo isso pelo seguinte preço: as funções cerebrais superiores do hospedeiro, por destruição continua das mitocôndrias nos neurônios. O hospedeiro ganha um comportamento animalesco, perdendo memória e razão de tempo e tempo, e movido por auto-preservação. As mutações são rapidas, e continuam quando o hospedeiro esta ativo. Elas aceleram ainda mais quando o hospedeiro é ferido, devido á incrível capacidade regenerativa das células infectadas. O vírus também não tem a propriedade necrótica do T-vírus, o que não permite hospedeiros e mutantes se decomporem como os zumbis. Seu efeito em outros seres, além de humanos, é desconhecido.

Transmissão

O G-vírus pode ser transmitido de duas formas: injeção direta e implantação, ao invés de ferimento ou contato físico. Um infectado pelo vírus (por injeção direta), pode infectar outros, implantando em seus corpos parasitas, chamados G-embriões. Mas eles são apenas aceitos por hospedeiros com DNA compatível com o do infectado. Se aceito, o G-embrião cresce e o hospedeiro vira um mutante. Mas se não aceito, porque o hospedeiro não tem o devido DNA, o G-embrião sai do hospedeiro pelo toráx, matando-o. O G-embrião sofre mutação, indo para uma forma adulta, que pode produzir mais embriões. Essa forma adulta ganha partes corporais (como braços e pernas) devido o G-vírus reagir negativamente dentro deles, por causa de rejeição quando absorvem o DNA do hospedeiro não compatível.

Cura

Há uma vacina experimental, com o codenome Devil, que pode curar o hospedeiro do G-vírus, eliminando o embrião. Apenas isso acontece no inicio da infecção, antes da gestação do embrião. Mas a vacina não destrói as células infectadas, apesar disso não afetar a vida do ex-hospedeiro. A injeção direta do vírus é considerada INCURÁVEL, devido a ação rápida do vírus.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória